A iminência das manifestações pro impeachment convocadas nas redes sociais para o próximo domingo (dia 15 de março), em várias cidades do país, suscita uma reflexão bem pertinente e que, certamente, deve vir acompanhada de profundo senso crítico. Não a crítica cética, isto é, duvidar por duvidar, mas sim uma reflexão crítica fundamentada no bom uso da razão. Cabem as perguntas: Quem está a organizar tais manifestações? Quais são as reivindicações? A pauta, se é que ela existe, representa os interesses da maioria, ou simplesmente são interesses tão difusos quanto os defendidos nas manifestações de junho de 2013?

No mínimo, essas são questões que precisam ser pensadas e, minuciosamente, repensadas. É verdade que o brasileiro está cansado de tanta corrupção, e tem que estar mesmo! É também verdade que os ajustes fiscais aprovados pelo Governo, no começo deste ano, correspondem a medidas duras, impopulares. Mais verdade ainda é o fato de que as referidas medidas batem com intensidade, de verdade, é na base da pirâmide econômica, ou seja, afetam principalmente a classe trabalhadora e isso está errado! Algumas mordomias neste país deveriam acabar e não é nem preciso listar aqui quais são, pois seria quase um pleonasmo, como subir pra cima, descer pra baixo, outra alternativa, entre outras.

Contudo, a grande revolta do povo brasileiro, sem dúvida é a corrupção escancarada nos últimos anos, começando pelo caso “mensalão” e desembocando agora no famoso “lava jato”. Coincidência ou não, e isso vai depender de que posição partidária você tem, os fatos chegaram a público nos governos Lula e Dilma. Mas será que a corrupção é algo exclusivo do PT? Não estou aqui, caros amigos, querendo fazer defesa alguma. Apenas quero suscitá-los a refletir. A corrupção mais parece algo inerente à condição humana do que propriamente uma característica exclusiva dos partidos políticos. Até porque partidos são pessoas jurídicas e estas, como sabemos, são geridas por pessoas físicas, ou seja, simplesmente pessoas. A grande questão parece residir nas ações humanas, decerto. Onde houver homens, existe intrinsecamente o amplo desejo egoísta de somente se satisfazer, pouco importando as necessidades alheias. Nesse país, o país do “jeitinho brasileiro”, tem sempre alguém querendo tirar vantagem em cima do “alter” (outro).

Certamente, é nesse tipo de atitude que reside a corrupção. Pois, no afã de conseguir satisfazer seus desejos, muitas vezes antiéticos e imorais, os homens não medem esforços para alcançá-los. Infelizmente estamos longe de encontrar uma solução pra essa questão, pois ela necessita de uma mudança nos paradigmas da própria natureza humana e isso, meus caros, é algo dificílimo de se alcançar e deve ser o resultado de um esforço continuo e crescente.

Ainda quanto as manifestações, ouço dizer quase como aquelas “músicas chicletes” do carnaval, que Karl Marx está ultrapassado e que no Brasil não existe “luta de classes“. Se Marx estivesse vivo, certamente iria gritar: “Estão vendo!? Ainda estou errado? O fato é que essa luta, numa opinião bem modesta, nunca deixou de existir. Assumiu, somente, contornos diferentes na contemporaneidade. O que se vê hoje, no Brasil, e isso é inegável, é que a classe baixa e média está ocupando espaços os quais nunca antes tiveram acesso e isso deve incomodar bastante.

Por fim, é evidente o quanto é delicada a questão das manifestações e do desejo de depor a presidenta. É necessário, antes de qualquer medida, bom discernimento e não se deixar levar pelas investidas das “mídias sensacionalistas” que parecem, como já demonstramos aqui, estar mais preocupadas com a defesa de seus interesses do que com a necessidade da maioria. Para concluir, cabe uma reflexão: será que o impeachment, hoje, resolveria nossos problemas? Será que se o PT cedesse espaço ao PMDB, haveria início da cura para o mal que assola nosso país? Desejo boa sorte nas reflexões.

Tiago Vieira

PUBLICADO EM: http://www.webartigos.com/artigos/protestos-pro-impeachment-quais-sao-as-verdadeiras-razoes/130345/

Anúncios
comentários
  1. […] PROTESTOS PRO IMPEACHMENT, QUAIS SÃO AS VERDADEIRAS RAZÕES? […]

    Curtir

  2. Tiago Vieira disse:

    Valeu meu irmãozinho. Tô aguardando os seus pra gente fomentar ainda mais a reflexão!

    Curtir

  3. Joao Paulo Oliveira disse:

    Parabéns meu caro! Textos de conteúdos bastante elucidativos diante dos temas propostos, fomentando sem sombra de dúvidas, uma visão mais crítica dos leitores.

    Curtir

  4. Tiago Vieira disse:

    Brigado meu irmão! Tentei ser o mais imparcial possível, sobretudo para instigar a reflexão pura. Tentar mostrar que devemos olhar para os dois lados da rua antes de atravessar.

    Curtir

  5. Tiago Vieira disse:

    Valeu meu caro brother Lohan! Muito obrigado

    Curtir

  6. Lohan Lima disse:

    Parabéns pelo texto e análise coerente, Tiago! É desse tipo de reflexão que boa parte da população está precisasando.

    Curtir

  7. Ruan disse:

    Gostei muito do texto Tiago! Bem imparcial e induz de fato à reflexão. Adorei sobretudo a pergunta no final do texto!
    Abraço!

    Curtir

  8. Tiago Vieira disse:

    Muito obrigado meu amigo. Toda mudança começa na reflexão feita com o bom uso da razão. Precisamos refletir mais sobre o que ocorre a nossa volta.

    Curtir

  9. Bernard disse:

    Grande texto! Excelente ponto de vista.
    Gostei muito do texto!!

    Curtir

Compartilhe conosco sua experiência com este blog. Deixe-nos um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s