CASSAÇÃO DE CUNHA: SURTO DE DECÊNCIA DO NOSSO PARLAMENTO OU CESSÃO ÀS PRESSÕES MIDIÁTICAS E POPULARES?

Publicado: 13 de setembro de 2016 por Tiago Vieira em CRÔNICAS JURÍDICAS
imagem compilada do site amigodecristo.com

imagem compilada do site amigodecristo.com

Ordinariamente nossa coluna tem artigos publicados às segundas-feiras. Entretanto, dada a extraordinariedade do fato histórico de ontem, extraordinária também deve ser esta publicação. Ontem teve fim o processo de cassação de mandato mais longo da história da Câmara dos Deputados, não pelo fato de haver sido um caso de difícil prova, mas pelas manobras articuladas pelo réu do processo e seus apoiadores que, aliás, abandonaram-no à própria sorte.

Justamente é esse ponto que merece atenção e reflexão. A tão esperada cassação, por 450 votos a 10, sendo irrisórias as abstenções, gera uma série de repercussões no país e até mesmo internacionalmente. Mas, o que muda na cabeça dos cidadãos? Será que o povo brasileiro conseguiu apreender todo processo e suas entrelinhas? Para muitos (já ouvi falarem ainda hoje): “nossos parlamentares parecem ter acordado. Até que enfim, podemos enxergar uma mudança nesse país”! Será mesmo? Tamanha é a ingenuidade dos que assim estão enxergando o deslinde desse processo.

A cassação de um dos políticos mais dissimulados desse país é louvável, obviamente. Entretanto, não dá para se acreditar em contos de fada. Não, os nossos parlamentares não tiveram um surto de decência, como pensam lamentavelmente alguns. Acontece que, diante da pressão midiática, explorando publicamente todas as minúcias do processo de cassação ao longo de sua duração, e da pressão popular, inclusive ontem na recepção dos deputados, estes não enxergaram alternativa a não ser votar contra o colega de parlamento. Ninguém, a não ser os 10 votantes contrários à cassação, quer se sujar com a população, manchando sua “ilibada imagem”, apoiando um dos políticos desprestigiados da história desse país.

É, meus amigos. Nossa forma de fazer política está longe de alcançar o patamar de decência de que precisamos para nos tornar uma verdadeira nação justa e solidário, como determina nossa Constituição Federal. A intenção nunca foi cassar o mandato de Cunha, até mesmo porque eles podem ser as próximas vítimas de novos processos, ou vocês acham que ali estão “todos limpinhos”? Feliz de nós, enquanto nação, se realmente o resultado desse processo tivesse mesmo o condão de mudar a deplorável crise ética e moral pela qual passamos, sobretudo na política.

 

Tiago Vieira

Cônica Publicada no Portal Mais Sertão, na Coluna Jurídica DIREITO EM “PAPO RETO”, sob o link: Cassação de Cunha: surto de decência do nosso parlamento ou cessão às pressões midiáticas e populares?

 

Anúncios
comentários
  1. Tiago Vieira disse:

    É bem isso, amigo Santiago. No Brasil temos sempre dois pesos e duas medidas.

    Curtir

  2. Tiago Vieira disse:

    Realmente, a ideia de Impeachment para proteger Cunha, eu também nunca engoli!

    Curtir

  3. Santiago disse:

    Os mossos políticos representam uma vergonha mundial, um senador foi cassado em pouco tempo enquanto um deputado federal com as mesmas características de transgressões durou quase um ano para ser cassado. Se esse deputado for a julgamento, outros entraram na fila…

    Curtido por 1 pessoa

  4. Laércio Teodoro dos Santos disse:

    O que provocou acachapante derrota foi o velho instinto de sobrevivência dos políticos, mas apesar dos motivos que a envolveu há sim razões de sobra para comemorar tal cassação, pois não creio que alguém em sã consciência (até mesmo a dezena que votou contra) acreditava na inocência daquele senhor, dado o vasto acervo probatório apresentado no decorrer do longo processo e as manobras utilizadas para protelar tal desfecho. Com a queda de Eduardo Cunha, caiu também a narrativa petista de que o Impeachment tinha o propósito de protegê-lo.

    Curtido por 1 pessoa

Compartilhe conosco sua experiência com este blog. Deixe-nos um comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s